Muito obrigado pelo acesso!

A maior justificativa para a existência deste, está no fato de que sinto-me impulsionado a escrever e partilhar aquilo que de mais íntimo brota do meu ser. Acredito ser um dom que Deus me deu. Se algum dia este impulso me faltar, faça orações por mim, pois já estarei diante d'Ele.

segunda-feira, 14 de março de 2011

FLAGA

Hoje entrei no sumidouro de meu ser
e me peguei introvertido.
Estava tão dentro de mim
que quase não me conheci.
Ocultei-me de tudo e de todos
da superficialidade, da aparência.
Me encontrei!
Embebeci-me no líquido púrpuro
de minha interioridade,
senti a vitalidade de cada membro.
Percebi as atitudes transformadas
e as que precisam de transformação.
Vi avanços e retrocessos
e nessa jornada sem igual
reconheci que os gestos feitos até então
não passaram de pura obrigação.
Vi relativa sincronia entre os membros inferiores ou não
com objetiva preocupação: coordenação perfeita
mesmo que para tal não haja
movimentos necessariamente iguais
como os pés prá frente e os braços para atrás,
importando apenas a cadência do andar.
Assim, vi a grandeza do Criador
e inspirado nela,
senti vontade de quebrar barreiras, me externar
e com o retorno, um privilégio único
partilhado apenas com Aquele
que sabe como realmente sou:
Quem só me vê de forma externa
é cego de minha grandiosidade interna
é pobre da minha riqueza interior

2 comentários:

betosilva disse...

Parabéns pela expressão literária!
Melhor: Inspiração Divina!
Seu Amigo irmão, Beto.

Jessé disse...

Caro Beto, obrigado pelo comentário. Sua opinião é muito importantes para mim. Abraço fraterno. Jessé