Muito obrigado pelo acesso!

A maior justificativa para a existência deste, está no fato de que sinto-me impulsionado a escrever e partilhar aquilo que de mais íntimo brota do meu ser. Acredito ser um dom que Deus me deu. Se algum dia este impulso me faltar, faça orações por mim, pois já estarei diante d'Ele.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

ELEMENTOS

O FOGO, apesar de sua potência, sentiu-se só.
Já estava cansado da solidão.
Tinha medo de se arder em depressão
precisava de uma companheira
andou a TERRA inteira
mas com ela não teve chance não,
pois temia que um dia
ele fosse manipulado pelo homem
e também estava cansada de sua ação
por isso preferiu não ser queimada
por essa louca paixão.
Seu encontro com a ÁGUA
foi de medo, não houve aproximação.
Teve medo de se consumir
e apesar da paixão, resolveu partir.
Ainda precisando de companhia
encontrou a ventania
e ao sentir no AR sua força, potência
o achou diferente, transparente,
mas com medo de sua impetuosidade
evitou se comprometer de verdade
para não espalhar suas chamas
e o amor que não se espalha como é esperado,
acabou renegado.
E assim, de tanto escolher e pensar
o fogo foi se consumindo até às últimas brasas
e desse modo, sem afinidade e namoro
involuntariamente amigou-se com as cinzas.
Por isso até hoje toda humanidade
é sedenta da essência do amor
E, numa busca constante
os verdadeiros amantes
não perdem tempo
Buscam inspiração nos elementos:
fogo, terra, água e ar
para de forma simples e poética
a fórmula do amor perpetuar